7.09.2008

Viver

Há coisas boas em viver numa ilha aprazível. Há coisas más em viver numa ilha aprazível. Hoje enquanto trabalhava numa das minhas rondas dos quatro cantos sob um sol mais que quente, obsceno de tão convidativo, perto de uma das praias mais fixes da ilha, passo por dois jovens com ar satisfeito comendo o seu gelado com o cabelo ainda molhado do Belo Abismo, calções de banho e toalha amarfanhada ao ombro. Arrgh! A inveja! A inveja!

Passadas umas três horas estava eu a mandar-me das rochas para um oceano invugarmente amigo e cheio, com uma água mais tépida do que aquela que aconselham em alguns medicamentos, para depois fugir dos peixes-porco que queriam aguçar a sua curiosidade e dentes comigo.

7 comentários:

Carlita disse...

Vamos pós Bis? ***

Pratas disse...

Saudades desse Belo Abismo...

Paula disse...

Não cheguei a atirar-me no Abismo, mas ainda o tenho na memória... Este post é muito sádico!!! É só para meter inveja, principalmente aos que não vivem nem em ilhas e nem à beira mar!!!! Isso não se faz! Xi

hugo disse...

Fazias filetes dos peixes porco, são mais fixes que o catano!

PmCDP disse...

Já comi filetes de porco, mas aquilo é preciso uma técnica especial para lhes tirar a pele.

Tracey disse...

Aiii! Eu sinto o mesmo por viver no Estoril, tou sempre a ver gente bronzeada e a comer gelados!

Lisa disse...

Que saudades... Realmente, não há maior inveja que olhar para esse mar azulinho, translúcido, situado a uns bons 2 minutos de casa, e pensar que tem de se demorar 1h30 a chegar à costa da caparica para apanhar uma molha gelada e "águas vivas" (eh,eh) a dar c´um pau! Ah pooooiiiiiiiiisssssssssss é! Beijos!