6.17.2009

Assim sim, caralho!



Depois de termos tido um final da década de 90 deplorável ao nível de lumes, (os Limp Bizkit são os Wham! da minha vida. Não resisto a trautear uma musiqueta dos gajos, mas não me orgulho disso. Korn são os Pet shop boys vá. E depois temos aquelas impossibilidades como Creed, Nickelback, os inenarráveis Puddle of mud, os bostas Staind e ainda os conards do Linkin Park (estas bandas, Graças a Deus, sempre desprezei com veemência)), chega-nos uma final de década de zero com uma potência apreciável. Até os Biohazard, lembro-me agora, editaram um álbum em 99 que foi uma desilusão tremenda.

Agora, em 2009 temos já muito com que nos alegrar: este álbum de Gallows é de um poderio que eu pensava ter fugido para não mais voltar. Ide ouvir "Dread the night". Tivemos os Mastodon com uma merda que podia ter saído furada (músicas muitos compridas) mas em que se safaram em grande com malhas que já eram clássicos antes de serem gravados. Os Rancid voltaram também com um álbum muito bom que tenho ouvido com alegria e vontade de beber cerveja.
Não esquecer os Raconteurs com Consolers of the Lonely, o meu álbum da década que vai acabar não tarda nada. Cada uma das músicas é um hino (fora com a pieguice)ao rock. Ainda por cima parece que o Jack White limpou os enfustres ao vocalista dos The Kills( estou para ver o resultado da parceria)... 20 valores para ti Jack! O Rather Ripped saiu em 2008. Agora The Eternal que não parece tão bom, mas depois de Rather Ripped o que é que eu queria? Uma máquina? Para isso estão aí os Iron Maiden a mandar álbuns iguais todos os anos (e isso está bem para mim).
E os Queens of the Stone Age? Também a ajudar a esta miríade, para não dizer panóplia, de bandas geniais e honestas que me atormentam a bigorna. O Era Vulgaris não é fácil não senhor, mas é bom. Até em Portugal tivemos aí umas merdas boas. O pessoal da Flor Caveira a represent (uns mais fixes que outros é certo, mas todos com atitude e isso no Roque é quase tudo). E aqueles Dead Combo com boa onda alternativa, ao contrário das bandas secantes que normalmente tentam ir por caminhos laternativos que são quase sempre a sarjeta. Aqueles Linda Martini também está bem. Em 2007 os Mata-Ratos com Um Trilogia Portuguesa, o melhor álbum dos gajos.

Podia agora também falar do Mark Lanegan e do contributo que ele tem dado que dava para ele, sozinho, arrumar tudo o que há de Nu Metal (já lhe arranjaram nome novo?), mas eu do Mark Lanegan não me atrevo a falar que aquilo não está ao alcance das minhas capacidades.

Adenda: Faltaram muitas bandas e muito bom som. Entre eles, os Okkervil River. Obrigado por me lembrares Carlita.

12 comentários:

Ritinha disse...

Sempre um prazer ver uma alma contestatária como a tua tão inebriada de elogios e encantamentos sonoros, com os quais concordo substancialmente, apesar de ouvir tantas coisas distantes da tua apreciação...

A ver se oiço este disco ainda hoje!

PmCDP disse...

Há aqui algo mais que azedume... Eh! Ouve, ouve, que vale a pena.

Marco Pvx disse...

eu até cagava aqui uma opinião...mas eu sou do metal, lol
abraço man

Ritinha disse...

Entretanto ouvi e concordo avec toi. Pena é ter estado a trabalhar enquanto ouvia o disco.
A ver se me abanco só de roda dele ;)

PmCDP disse...

Oh Marco Spiff, diz lá de tua justiça homem!

Marco Pvx disse...

sim gallows sim, são masters...mas do meu agrado anda ai muita coisa boa depois do ano 00.
O espirito rockeiro é que se começou a perder, essa é que é essa...

Pratas disse...

Ganda post Caralho :)

Carlita disse...

:-)

Paulo Noval disse...

Não concordo integralmente com o exposto.
Considero que o problema da abstenção não se resolve com esta proposta.
Hein? Desculpa, enganei-me.
Gosto dos Korn

PmCDP disse...

Eu também gosto. Agora há é coisas melhores.

Broncovaxon disse...

Sabes lá tu o que é o Candyman.

PedromcdPereira disse...

E tu nu us tens também nos...?