8.11.2009

O xóvem

Longe está o dia em que me apercebi que estar na praia ao pé de crianaças era um pouco mais que desagradável. Aceite esse facto, venho agora descobrindo que estar ao pé de jovens (não estou a falar de adolescentes, que desses nem é preciso falar) cheios de vida e coisas para contar e rir e gargalhar, também não é pêra doce.

4 comentários:

Lou Fiasco disse...

carai que a velhice nao ta a ser meiga com essa simpatia.
qq dia pareces o vizinho do Dennis The Menace.
No filme....pq na realidade ele ja bateu a bota.

PedromcdPereira disse...

Ehehe. Não há paciência para barulho quando se quer descansar...

Carlita disse...

Lol, o vizinho do Dennis... Onde é que já ouvi isso?!
Estou completamente de acordo contigo: raios partam as crianças e os jovens!! Não se consegue fazer uma sestinha sem acordar com uma jovem a rir-se muito alto ou um garoto a gritar mesmo ao lado! Para quando as praias para os jovens adultos que querem dormir a sesta?! *

PS: Tão cuxizinho o azul-mar do blog :-)

Ritinha disse...

Precisamente o meu drama dos último dias. Vejo putos na praia e parecem slogans pró-aborto em movimento.
Abancam-se os ditos "jovens" aconversar ao alcance do ouvido e uma pessoa deprime com a estupidez bimba reinante... enfim! A misantropia espreita mesmo que não se queira.