3.13.2009

Ginásio III - Regresso ao Inferno

Um tipo como eu não tem grandes hipóteses de fugir aos famigerados. A comida, a bebida e o fumo, pedem contramedidas. Sim, tenho outras hipóteses. Correr na rua, ou esperar por uma morte dolorosa aos 50. Ná... Desportos de equipa até me atraem (futebol). É conhecido o meu pé esquerdo que, durante um jogo, amiúde manda mísseis indefensáveis. Mas aqui coloca-se o problema da socialização. Para jogar futebol é preciso dar-se bem (reparai que não falo em amigos, baixando a fasquia) com pelo menos 5 gajos, que permita a rodagem mínima em campo. Isto para mim é incomportável.

Vamos portanto ao suplício que escolhi. O gajo que fez o plano de tortura propôs que eu fosse lá três vezes por semana. Acedi tendo em conta que o plano era levezinho. Passado um mês aumentou a dose e com falinhas mansas veio dizer que se conseguisse ir quatro vezes é que era bom. " Não" - respondi eu - "é que depois eu farto-me e nunca mais cá ponho os pés." "Porque é que se farta?"- perguntou incompreensivelmente o alienígena. "Porque eu não gosto muito disto, do exercício e tal..." Pela cara do jovem percebi que perdi a oportunidade de contar com mais um para juntar uma equipa de futebol.

2 comentários:

Marco Pvx disse...

lol, o rapaz também é meio bronco...toda a gente sabe que o principal num ginásio, é manter a clientela...ele se aumenta as cargas de treino a todos os que aparecem,ao fim de3meses não tem lá ninguém!nem toda a gente gosta dessa merda,como ele que mete o pão na mesa dependo disso.já não digo que é possuidor de um curso superior,já que essa intervenção mais pareceu um remate ao lado...

Ritinha disse...

Não sei o que será mais preocupante: se o teu testemunho ou o elevado grau de identificação que senti ao lê-lo :\