2.04.2009

Infinito

Sim, já perdi tempo a ver esse canal. O programa da beatificação do Salvador Allende, ou o da diabolização da CIA, são clássicos de aturada investigação jornalística deste canal da américa latina perfeitamente enquadrado na sociedade portuguesa.
Foi há pouco tempo, no entanto, que vi a verdadeira pérola do canal Infinito. Uma reportagem investigava o mito dos estrumpfes assassinos. Nem mais. No México houve um mito urbano em que crianças com bonecos estrumpfes no quarto eram sufocadas durante a noite. Um homem alto e espadaúdo confirmou para as câmaras: "Uma noite senti-me a sufocar e acordei. Quando acendi a luz o meu boneco azul tinha mudado de lugar." Não faltaram outros testemunhos a confirmar a malvadez dos bonecos que haviam sido produzidos e criados onde? Na América claro! Mas haverá outro sítio no mundo onde se faça tanto mal?
Sem ridicularizarem a questão (como é isto posssível eu não sei) os jornalistas fizeram a tal ligação aos USA e daí a historietas de pedofilia e perversão moral por parte dos bonecos, foi um pequeno mas absurdo passo. Segundo o salafrário narrador, o estrumpfe velho e vermelho devia ser o pedófilo e que o bruxo mau é que era o bom porque representava a moral ("vestia como um monge" disse seriamente um jornalista) que o autor dos bonecos queria subverter para conspurcar as criancinhas indefesas do México.
Isto é tudo muito engraçado, mas mais engraçado é saber que é o mesmo canal que beatifica o Salvador Allende, diaboliza os EUA e alimenta as mais fantasiosas teorias da conspiração que se ouvem da boca de pessoas crescidas, neste país.

3 comentários:

Marco Pvx disse...

curioso ou não, também já assisti a vários programas transmitidos nesse canal.O último era no âmbito dos cultos satânicos, em que entrevistavam um tipo, que para além de já ter estado preso, por matar pessoas em forma de "sacrifícios",tinha sido posto em liberdade, e ainda lhe arranjaram um trabalho numa morgue...mas como se isso não chega-se ainda praticava o canibalismo, e profanava campas...isto tudo contado numa entrevista em amena cavaqueira na sala de casa do rapaz.Tudo isto finalizou com a frase "Prefiro ser rei nas chamas do inferno, que escravo no paraíso"!...altamente cultural e interessante;) hehe

Mas esta estória é fenomenal, estrumpfes assassinos, ahahahahaha

PmCDP disse...

Esse canal é uma prova de que a humanidade tem futuro...

Ritinha disse...

Agora fiquei mesmo a sentir-me vulgaróide e inculta. ='(

Nunca vi esse canal. Tenho de colmatar a lacuna!

E essa teoria é realmente uma pérola!